Saúde Pessoal

Comprei hoje mais um pouco de damasco tenro, nozes e amêndoas para completar o dia a dia. Estou iniciando o processo do Joe Cross, Austrália, porque acho interessante a abordagem que ele propões sobre micronutrientes.

Oferecendo ao corpo uma quantidade exagerada de micronutrientes através de sucos de fruta e suco de verduras e legumes crus, o organismo se recuperará rapidamente de qualquer problema instalado anteriormente.

Para mim, o processo funciona da seguinte maneira:

Micronutrientes são a base da alimentação que o corpo precisa para poder trabalhar energéticamente.

Quando  ingerimos algum alimento sólildo, ele deverá quebrar este alimento através da mastigação e o processo de digestão dentro do estômago para posteriormente passar pelo intestino onde serão absorvidos os micronutrientes necessários para o funcionamento do corpo.

Quando ingerimos alimentos processados, que são os atuais alimentos disponíveis em uma prateleira de supermercado, o processo industrial reduz em muito a quantidade ativa de micronutrientes disponível, chegando até zero!

Logo, o que comemos assim, realmente não serve para nada.

Mas o gasto de energia para tentar extrair estes micronutrientes é enorme.

Por isso que ficamos com sono, após uma refeição carregada, porque estamos gastando no processo de quebra nutricional.

Acontece que este gasto de energia aumenta porque, como as comidas que passam por processo industrial perdem muito a quantidade de micronutrientes disponíveis, sentimos mais fome! Isso mesmo, não é simplesmente gula mas fome!

Então, para tentar se nutrir mais o corpo envia a informação ao cérebro que devemos nos alimentar. O que fazemos? Ingerimos mais e mais comida industrializada gerando entulho e lixo a ser processado por nosso organismo.

Como não damos tempo necessário para evacuar os resíduos, o acúmulo é tratado como situação de guerra, o que faz o metabolismo estocar em forma de gordura!

Além do mais não temos muita vontade de fazer exercícios. Uns chamam até de preguiça, mas ao meu ver não trata-se disso não.

É o simples fato do organismo já estar exausto com o trabalho de quebra dos alimentos que sistematicamente entupimos nosso estômago e intestinos.

Tomando uma dieta rica em micronutrientes através de sucos, preferencialmente realizados a baixa rotação para não haver queima por atrito gerando excesso de calor o que poderá queimar algumas enzimas presentes no seu estado natural, o aproveitamento é muito maior.

Quando ingerimos legumes e verduras com frutas na forma de sucos  não há muita energia a ser gasta para quebrar cadeias e trabalhar o material em excesso e o corpo em poucos dias sentirá um acúmulo de energia que você sentirá como uma ótima disposição física e sentirá vontade de se exercitar para gastá-la.

O gosto é esquisito! Já provei, tenho que melhorar o processo e as receitas, mas vou fazer o reboot do corpo descrição usada por Joe Cross (ver no Youtube o filme Fat, Sick and Nearly Dead).

 

One comment

  1. I really enjoy the blog.Much thanks again. Great.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *