Archive for 22 de Agosto de 2013

Modulação Hormonal

Para muitos estes termos soam como “médicos querendo se passar por Deuses”… mas a meu ver é um dos grandes avanços na medicina moderna.

Pelas entrevistas que assisti, li e reli várias vezes, os fundamentos desta ciência me parecem muito interessantes.

Há má interpretação dos céticos e tradicionalistas quando ouvem estes termos na mídia e já saem com afirmações pré formatadas do tipo: ” Ninguém vive para sempre…” ou ” Isso vai dar câncer…”, além de inúmeras outras desculpas padrões já bem conhecidas.

A Modulação Hormonal é usada nesta ciência que se denomina Medicina Anti-Aging que foi traduzida de forma errada na mídia atual como antienvelhecimento.

O que eu entendi deste processo é que não se quer manter a vida indefinidamente, mas sim chegar a uma velhice sem muitos problemas de saúde.

Controlando os níveis de hormônios no corpo é possível chegar a idade avançada sem muitos problemas de saúde crônicos que estão despontando a cada instante a níveis preocupantes para a população.

Com o consumo desenfreado de alimentos industrializados (praticamente sem nenhum valor nutritivo – ver meu artigo neste blog) e vícios alimentares cada dia mais frequentes por incentivo industrial, além do interesse financeiro de mega laboratórios em impor o domínio de drogas a uma população inteira visando altos faturamentos, o corpo humano está, cada dia que passa, mais afastado da condição ambiental saudável.

A reposição hormonal é algo muito interessante, principalmente se estes forem do processo bio-idênticos, para dar ao corpo humano possibilidade deste repor os processos celulares com mais facilidade.

Há dezenas de milhares de artigos atuais onde se comprova a eficácia de processos de reposição hormonal até em situações de menopausa e andropausa além de atuações diretas em TPM e todos com grande sucesso.

Quando dizem que “isso pode dar cancer…” eu entendo com mais uma das frases que já ouvimos no decorrer do desenvolvimento humano neste planeta, tais como: ” Nada mais pesado que o ar pode voar…”; ” Nada mais pesado que a água pode flutuar…”; ” Não existe vida após a morte…”. Todas elas desmistificadas e refutadas por mim, Francisco Mauro.

Já vi coisas extraordinárias em termos de ciências, na eletrônica, na física, na psicologia, nas ciências sociais e medicina.

Tenho certeza que mentes novas chegarão e melhorarão todo o processo em questão, mas cabe a nós entendermos que simplesmente usando jargões pré formatados como desculpas sem um embasamento científico, a coisa fica complicada de progredir.

Cairemos no misticismo, retornaremos ao vício de evitar a exaustão de pesquisa.

Eu aposto sim no desenvolvimento da ciência anti-aging, em seu processo de modulação hormonal científico e não espero viver indefinidamente neste corpo, mesmo porque conheço e sou ciente da realidade extrafísica na qual tenho alguma experiência, mas sim eliminar doenças cronicas e viver com melhor qualidade de vida.

Na minha eletrônica que tanto gosto, a lâmpada não vai ficando velha e apagando devagar. Nem tampouco dura para sempre. Mas brilha até seus últimos instantes. É como penso devemos ser em nossa velhice.